Saiba quais são os métodos contraceptivos mais eficazes

A escolha de um método contraceptivo seguro e eficaz pode gerar muitas dúvidas entre as mulheres, especialmente ao considerar a ação dos hormônios no corpo, pois cada método tem características específicas. Por isso, na hora de optar pela melhor alternativa, é fundamental consultar um profissional de saúde, já que o uso de anticoncepcional é seguro, desde que seja adequado para cada mulher.

De acordo com o Ministério da Saúde, a pílula anticoncepcional é o método contraceptivo mais utilizado pelas brasileiras. No entanto, existem diversos outros métodos anticoncepcionais, como DIU, preservativo masculino e feminino, chip hormonal Implanon, adesivos cutâneos, entre outros.

Abaixo, saiba quais são os principais métodos contraceptivos disponíveis, divididos em hormonais e não hormonais.

Métodos contraceptivos hormonais

Os métodos contraceptivos hormonais são aqueles em que a prevenção da gravidez é controlada por hormônios.

  • Pílula anticoncepcional: com índice de falha 0,1%, é um medicamento de uso diário que contém dois hormônios (estrogênio e progestina) para evitar a gravidez;

  • Injeção anticoncepcional: método contraceptivo feito com uma injeção de hormônios, sendo muito eficaz para evitar gravidez, com falha de 0,1%;

  • DIU Mirena: diferentemente do DIU de cobre, o DIU Mirena libera um hormônio dentro do útero, impedindo a gravidez em 99% dos casos;

  • Implanon: com índice de falha de 0,1%, o Implanon é um bastonete pequeno inserido sob a pele do braço da mulher, evitando a gravidez por até três anos;

  • Anel vaginal: contém hormônios como estrogênio e progesterona, que são absorvidos para a circulação e levam à inibição da ovulação, tendo índice de falha de 0,1%;

  • Adesivo anticoncepcional: pequenos selos que contêm estrogênio e progesterona, que são absorvidos pela pele e vão diretamente para a circulação sistêmica;

  • Pílula do dia seguinte: método de exceção, com índice de falha de 5% a 20%. Quanto antes administrada, melhor o efeito de impedir a gestação.

Métodos contraceptivos não hormonais

São aqueles em que a contracepção não utiliza hormônio para impedir a gestação.

  • Dispositivo Intrauterino (DIU) de Cobre: os DIUs de cobre são escolhidos por mulheres que desejam ter um método contraceptivo eficaz, livre de hormônios e que as mantenham protegidas por um período de até 5 anos;

  • Vasectomia e laqueadura: métodos irreversíveis, por isso, devem ser uma opção de contracepção definitiva;

  • Preservativos: índice de falha de 8% a 20%;

  • Tabelinha: pouco indicado, pois há um índice de falha de 10% a 20%.

É importante ressaltar que é fundamental a ida ao ginecologista, especialmente quando se trata da escolha do melhor método contraceptivo para o seu caso. Não descuide da sua saúde!

Sobre a Clínica Santa Maria Auxiliadora

A Clínica Santa Maria Auxiliadora se consolida pela busca contínua no que há de mais eficaz em serviços clínicos e de imagem. O local se destaca pela competência e profissionalismo ao reunir médicos de renome e especialistas em imagem. Na clínica, as mulheres podem buscar atendimento ginecológico e entender sobre o melhor método contraceptivo para cada caso. Agende sua consulta em Taguatinga Norte.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.

Menu
Open chat
Entre em contato!